24 de nov de 2015

Diversidade étnica marca a abertura da 10ª edição da Aldeia Sesc Guajajara de Artes

Oito grupos artísticos partem do Sesc Deodoro em cortejo até a Praça Nauro Machado, onde acontecem shows musicais com destaque para a banda paulista Metá Metá

TEXTO: LIDENEY RIBEIRO
FOTO: DANIEL SENA


Uma festa das artes cênicas marca o início de mais uma edição da Aldeia Sesc Guajajara de Artes. O tradicional cortejo artístico abre a programação oficial de comemoração de 10 anos de um dos maiores projetos do Sesc de valorização da produção artística maranhense como forma de contribuir para o desenvolvimento e a transformação da sociedade. A concentração acontece nesta quarta-feira (25), às 15 horas, no Sesc Deodoro.

A partir das 16 horas, a comitiva formada pelos grupos: “Bando de Bobo”, da Cia. do Imaginário/MA; Bloco Officina Affro/MA; “Cortejo Cultural do Cacuriá de Dona Teté”, do LABORARTE/MA; “Cortejo de Cazumbás”, do Bumba Meu Boi da Floresta/MA; “Cortejo de Ninfas”, do BemDito Coletivo/MA; “Maratuque chegou!”, do Maratuque Upaon-Açú/MA; “Cortejo Manto de São Benedito”, do Tambor de Crioula Manto de São Benedito/MA e Cortejo Circense “O Circo tá na rua”/MA vai mudar a rotina do centro de São Luís da Praça Deodoro até a Praça Nauro Machado.

O cortejo passa pela Rua Grande, Largo do Carmo, Beco da Pacotilha, segue pela Rua do Giz e encerra na Praça Nauro Machado, no Centro Histórico, onde às 19 horas acontece a Discotecagem Selecta Groove.

Em seguida, o Grupo Afrôs apresenta o espetáculo cênico-musical “Inoromô”, preparando o terreiro da Nauro Machado para o show MetaL MetaL, da banda paulista Metá Metá. O Grupo Afrôs é marcado pela presença de percussionistas que tocam ritmos brasileiros seculares e se conectam por meio das cordas (guitarra, violão e contrabaixo) às sonoridades de outras aldeias como o funk, rock’n roll, samba rock, salsa, jazz, entre outros.

Por volta das 21h30 sobe ao palco a banda paulista Metá Metá, formada por Thiago França, Kiko Dinucci e Juçara Marçal, e é atualmente o principal representante de uma nova cena musical que prima pelo experimentalismo e novas possibilidades da música brasileira. O grupo colabora em diversos projetos e se relaciona com o atual panorama de música de invenção ligado a artistas como Passo Torto, Rodrigo Campos e Romulo Fróes.

Com dois álbuns e um EP, Metá Metá flerta com o punk, noize, free jazz, música africana, latina e brasileira. O grupo dialoga com o rock como atitude, jeito visceral de tocar, não como gênero, misturando-se às influências diversas, sobretudo à linguagem da polifonia africana, sem deixar de se relacionar com o meio urbano de São Paulo.

SOBRE A ALDEIA

A Aldeia Sesc Guajajara de Artes é um projeto de continuidade no país. Integrante da Rede Sesc de Intercâmbio e Difusão das Artes Cênicas, o projeto caracteriza-se pela potência do confronto com o outro e o novo nas linguagens música, teatro, dança, literatura, artes visuais, cinema e circo. Essa reunião de elementos e características exprime o espírito que norteia o evento, marcado tanto pela expressividade da cultura popular, afro-brasileira e indígena, quanto pela arte contemporânea. Apresentando-se em formato de “Aldeia Cultural”, concentra uma programação artística-cultural para públicos variados. Em sua 10ª edição, promovida no período de 25 de novembro a 03 de dezembro nos municípios de São Luís e Raposa, a Aldeia Sesc Guajajara de Artes evidencia sua vocação multiculturalista através de uma ampla e rica programação fortemente marcada pelo diálogo com os coletivos e redes culturais.

Quer saber o que vai acontecer na 10ª Aldeia Guajajara de Artes confira nossos espaços na rede:
Site do Sesc - www.sescma.com.br
Blog Aldeia Sesc Guajajara - http://migre.me/scMqG
Fanpage Aldeia Sesc Guajajara - http://migre.me/scMq4
Fanpage Cultura Sesc - http://migre.me/scMrD
Twitter - https://twitter.com/sescma
Instagram do Sesc- http://migre.me/scMvW
Instagram Aldeia Sesc Guajajara - http://migre.me/scMxJ