26 de out de 2014

Exposições fotográficas dialogam com o espaço urbano

Estão em cartaz até o próximo dia 30, na Casa de Nhozinho (Rua Portugal, Praia Grande), as exposições Abstraturbano e Liturgias do Corpo, dos artistas visuais João Cosme e Dinho Araújo, respectivamente.

Uma das fotografias de Abstraturbano, de João Cosme

A primeira é composta por oito fotografias em preto e branco. “São fotografias de lugares na cidade, de detalhes, que é quase impossível dizer o que é ou onde é. São formas que por vezes passam despercebidas”, comenta João Cosme sobre sua primeira exposição individual.

Uma das fotografias de Liturgias do Corpo de Dinho Araújo

Dinho Araújo explica o processo de criação de Liturgias do Corpo: “primeiro eu fotografei modelos em situações de dança, com o corpo em movimento. Depois apliquei esses lambe-lambes em pontos degradados da cidade e finalmente fotografei-os”.

Os corpos fotografados por Dinho Araújo foram aplicados em diversos pontos dos bairros do Renascença e Praia Grande. “Mas o que importa discutir, além de levar outros olhares dos transeuntes para estes pontos, é a libertação espiritual pelo movimento. Os corpos que dançam estão em repouso nas fotografias, mas são dançantes. Emanam afetos, transcendências, ritos. Mostram como a dança é uma liturgia do corpo”, explica.

As exposições Abstraturbano e Liturgias do Corpo integram a programação da 9ª. Aldeia Sesc Guajajara de Artes. A visitação é gratuita e aberta ao público, das 9h às 18h.


A programação completa da 9ª. Aldeia Sesc Guajajara de Artes pode ser acessada no site do Sesc/MA ou na aba Programação 2014 deste blogue. Todos os eventos são gratuitos e abertos ao público.