25 de out de 2011

Abertura da Mostra Jodowsky apresenta curta-metragem na UFMA



Quem perdeu a abertura da Mostra Jodorowski na UFMA não precisa se desanimar. O interessados ainda terão a oportunidade de assistir às duas próximas sessões, que acontecerão nos dias 26 e 27. Como parte da programação da 6ª Mostra SESC Guajajara de Artes, as exibições estão sendo realizadas às 10h, no Auditório “A”, Mário Meirelles, do CCH na Universidade.

Uma seleção de quatro filmes do autor chileno participam da mostra. A primeira sessão aconteceu na terça-feira (25), quando foi exibido o curta-metragem “A Gravata”, de 1957. O filme, inédito no Brasil, havia sido dado como perdido até o ano de 2008, quando foi encontrado na Alemanha. O longa “Fando e Liz” também estava previsto para exibição de abertura, entretanto, por conta do tempo a programação será transferida para outro dia.

Amanhã (26) e depois (27), serão exibidos os filmes “O Topo” e “A Montanha Sagrada”. A Mostra Jodorowsky é resultado de uma parceria as UFMA, com o SESC Maranhão e o Departamento Nacional do SESC. Além da UFMA, o Núcleo de Cinema da VI Mostra Guajajara de Artes, também promoverá mostras de cinema em outros locais como escolas públicas da capital, e no próprio SESC.

Conheça um pouco sobre Jodorowsky e leia as sinopses dos filmes:

O Topo (El Topo, 1970) - El Topo é um pistoleiro errante que abandona seu filho de sete anos para empreender uma jornada pelo deserto, onde vivem quatro grandes mestres da pistola. Após localizá-los e enfrentá-los em insólitos duelos, ele é baleado gravemente por uma misteriosa mulher. Socorrido por uma legião de defeituosos físicos que vivem à margem da sociedade, é levado para dentro de uma caverna onde é tratado como um Deus, até despertar de seu torpor.

A Montanha Sagrada (The Holy MOutain, 1973) - Jodorowsky interpreta o papel do "alquimista" que reúne um grupo de pessoas que representam os planetas do Sistema Solar. Sua intenção é submeter o grupo a uma série de ritos de natureza mística para que se desprendam da bagagem "mundana" antes de embarcar numa viagem em direção à misteriosa Ilha de Loto. Uma vez na insula, iniciam a ascensão à Montanha Sagrada para substituir os Deuses imortais que em segredo dominam o mundo. Ninguém havia visto nada igual até a data de lançamento deste filme. Foi a grande obra ovacionada no Festival de Cannes em 1973.