26 de out de 2011

Chico Nô anima público em mais um dia do "Ladeira Musical"


A Rua do Giz (Praia Grande) continua recebendo os artistas da música maranhense nas noites da 6ª Mostra SESC Guajajara de Artes. A noite de ontem (25) começou com a discotecagem do DJ Natty Dread, aquecendo o público com sucessos da música brasileira.

Em seguida, subiu ao palo a atração principal foi o músico maranhense Chico Nô, cantor e compositor influenciado pela cultura regional brasileira, em especial as manifestações populares do Maranhão, onde participa ativamente da vida cultural. Com 20 anos de carreira o artista levou o show “Berimbolado” incluindo músicas autorais e releituras de compositores maranhenses.

Presente na noite, a cabeleireira e dançarina Rosângela Pereira, estava participando pela primeira vez da Mostra. “Eu sempre participo de eventos de arte, pois a cultura daqui é muito rica, mas o interesse parece ser pouco. Essa Mostra incentiva as produções locais e ajuda a criar um público”.

Hélio Martins, bailarino e ator, falou sobre a cena cultural maranhense. “O público de São Luís tem bom gosto, mas está desacostumado em prestigiar a arte local. A divulgação ajuda o povo a ter mais interesse em ver e participar da cena cultural”, ressaltou.

A noite foi encerrada com uma singela homenagem. Na madrugada de terça-feira (25) faleceu, aos 86 anos, Mãe Mundica, coreira e viúva de Mestre Felipe, figura importante do tambor-de-crioula do Maranhão. Ela já estava com a saúde debilitada e com depressão desde a morte de seu marido. Mestre Amaral comandou a homenagem que contou com artistas de vários grupos e outros amigos de Mãe Mundica.

A programação do "Ladeira Musical" prossegue hoje com show da banda Gallo Azhuu e discotecagem com o DJ Natty Dread, a partir das 21h, na Rua do Giz (Praia Grande).