28 de out de 2010

A vez do miolo do boi





Texto: Bruna Castelo Branco



O que passa na cabeça do brincante mais importante do ritual do auto do bumba-meu-boi, mas que sempre permanece oculto aos olhos de quem aprecia a apresentação? O que leva um homem a assumir o papel do miolo do bumba-meu-boi, alegrando a festa e sendo invisível a todos? A complexidade deste personagem indispensável a cultura popular do Maranhão serviu de inspiração ao ator Lauande Aires para a concepção do espetáculo “O Miolo da Estória” que será apresentado hoje, às 19h no Teatro Alcione Nazaré. O ingresso é apenas 1 kg de alimento não-perecível. A apresentação faz parte da programação da V Mostra Sesc Guajajara de Artes.


Integrando as produções da Santa Ignorância Cia de Teatro, “O Miolo da Estória” é um espetáculo solo e pode ser caracterizado como um trabalho de investigação sobre a tradição e a contemporaneidade a partir da manifestação da cultura popular maranhense. No enredo, João Miolo é dividido pela paixão de brincante do bumba-meu-boi e o trabalho como um operário da construção civil. Ocupando a função de miolo do boi, ele sonha em ser reconhecido como cantador de toada, mas não obtém sucesso. Na construção civil, trabalha horas a fio e também não obtém grandes reconhecimentos. Desiludido com a paixão pela cultura popular e descontente com o trabalho, a vida do humilde operário passa por algumas transformações e, com a sua fé abalada, ele vai precisar refazer os votos com os santos de devoção para construir uma nova jornada. Segundo o ator, a vontade de criar um espetáculo a partir do miolo do boi surgiu da observação da cultura popular, há 10 anos. “Foi quando eu observava um miolo do boi subindo a Capela de São Pedro para pagar uma promessa. Aí eu comecei a me perguntar como seria a vida daquele homem”, recorda.


Preparação


A partir da observação, o ator passou a se dedicar para criar a história de um homem humilde que vive conflitos em proporcionar o brilho e alegria de uma brincadeira, mas ao mesmo tempo não é visto. Para isso, iniciou seus estudos sobre as tradições culturais do Maranhão e no início deste ano começou a fazer as primeiras leituras. “Logo no início de Janeiro, eu comecei a fazer as leituras e o espetáculo fez sua estréia no mês de setembro. Esta apresentação será a segunda vez que montamos essa peça”, frisa Lauande Aires.


Segundo o ator, a expectativa é que no próximo ano, “O Miolo da Estória” participe de alguns festivais. “O espetáculo não tem o caráter comercial, a sua criação, o direcionamento é para festivais e é desta forma que iremos trabalhá-los a partir do próximo ano”, completa.


Serviço


Espetáculo


O Miolo da Estória, da Santa Ignorância Cia de Teatro


QuandoHoje, às 19h


Onde


Teatro Alcione Nazaré