1 de dez de 2015

Festa do Moqueado é o destaque desta quarta-feira na 10ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes

O evento reúne elementos e características que exprimem o espírito que norteia o evento, marcado tanto pela expressividade da cultura popular, afro-brasileira e indígena, quanto pela arte contemporânea

TEXTO: ANDRÉ VIANNA E LIDENEY RIBEIRO

A programação da 10ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes já começa a todo vapor nesta quarta-feira, dia 2 de dezembro, com o show Acima da razão, de Gabriel Asfe e RD2, às 12 horas, na Área de Vivência do Sesc Deodoro. A agenda traz ainda dois espetáculos, um inédito às 18 horas para um público de 0 a 3 anos, da Companhia Caixa de Elefante e outro às 19 horas, intitulado Velhos caem do céu como canivetes, da Pequena Companhia de Teatro. O ponto alto da noite acontece a partir das 20 horas, no Centro de Cultura Mestre Amaral, com a Festa do Moqueado. Toda programação é gratuita.


O cantor e compositor Gabriel Asafe é conhecido como artista prodígio, pois gravou seu primeiro CD aos 10 anos. Após um período de estudo retorna ao cenário maranhense com um repertório autoral. De família de músicos, Asafe juntou-se aos seus irmãos e formou a banda Gabriel Asafe e RD2 — com Daniel Aser nos vocais, Davi Abner no violino, cello, bateria e voz e Ronaldo Jr. no violão, baixo e voz — e vêm se apresentando em diversos locais do Maranhão e no Brasil com suas obras harmonizadas, vivas e envolventes que poderão ser conferidas ao meio-dia, na Área de Vivência do Sesc Deodoro.


Inspirado no universo da primeira infância, o espetáculo CUCO propõe um diálogo com a linguagem dos bebês, colocando-os como protagonistas e centro do processo de criação. O espetáculo “CUCO - A linguagem dos bebês no teatro” é resultado de uma pesquisa, realizada nos últimos três anos, acerca das possibilidades de performance artística para um público muito especial, bebês e crianças de 0 a 3 anos realizada pela Companhia Caixa de Elefante, do Rio Grande do Sul, em parceria com o pedagogo Paulo Fochi. O resultado o público pode conferir às 18 horas, na Galeria Trapiche Santo Ângelo.


O segundo espetáculo da noite aborda a dificuldade humana em lidar com as diferenças, utilizando em seu escopo, temas como miséria, exílio e fé. Velhos caem do céu como canivetes, da Pequena Companhia de Teatro, tem como ponto de partida o conto de Gabriel García Márquez, Um Señor muy Viejo com Alas Enormes. O espetáculo acontece a partir das 19 horas na própria sede do grupo. Entrada gratuita, mas público limitado.

A quarta-feira encerra com a Festa do Moqueado que promete lotar o Centro Cultural Mestre Amaral. O evento reúne elementos e características que exprimem o espírito que norteia o evento, marcado tanto pela expressividade da cultura popular, afro-brasileira e indígena, quanto pela arte contemporânea. Apresentando-se em formato de “Aldeia Cultural”, concentra uma programação artístico-cultural para públicos variados. Confira a programação:

20h- Degustação de comidas típicas das culturas indígenas e africanas, feitas pelo chef Pieter- Jan Coninx/ BEL
20h30- Show Experimente a mente, com a banda Os Telúricos/MA
21h30- Performance Urucumpunga com Ana Duarte e Fernanda Sá/ MA
22h- Show Psicobregalia com Marcus Magah/ MA
22h40- Performance Sino Tieta Macau/ MA
23h- Show A Sensação com o Forrozão MnX/ MA
00h- Tambor de Crioula do Mestre Amaral

*Entre uma apresentação e outra discotecagem com a Rádio Casarão.

Desde o dia 25 de novembro, a 10ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes vem ocupando os espaços em São Luís e Raposa com arte. O projeto é um mix cultural, no qual envolve música, teatro, dança, literatura, artes visuais, cinema e circo, com apresentações em vários locais das cidades. O evento gratuito acontece até o dia 3 de dezembro.