29 de out de 2014

II Simpósio Nacional Nuppi de Arte e Mídia acontece até sexta (31)



O Núcleo de Pesquisa e Produção de Imagem (NUPPI) realiza entre os dias 28 a 31 de outubro o II SIMPÓSIO NACIONAL NUPPI DE ARTE E MÍDIA, que em 2014 traz o tema IMAGEM, HISTÓRIA E NARRATIVAS. O evento marca os sete anos de atividade do NUPPI e visa promover um diálogo produtivo e criativo entre as reflexões teóricas e as práticas artísticas e midiáticas, buscando interconexões entre esses dois campos que permitam vislumbrar algumas possibilidades estéticas e políticas que envolvem esses

A programação é multifacetada, com palestras, oficinas, performances, exposições artísticas e projeções audiovisuais. A inscrição no evento é gratuita bastando os interessados preencherem o formulário de inscrição disponível no site www.simposionuppi.wordpress.com . As três oficinas oferecidas têm vagas limitadas e as inscrições são realizadas por formulários específicos, também disponíveis no site.

As conferências, debates e oficinas acontecerão no Campus Centro Histórico do IFMA (Rua Afonso Pena no 174, Centro, em frente ao Jornal Pequeno).

As atividades do II SIMPÓSIO NACIONAL NUPPI DE ARTE E MÍDIA, que este ano tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) e do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), iniciam na terça-feira, dia 28, às 8h, com a oficina “Outros portais para atravessar: de vertigens e performances desviadas”, ministrada pelos artistas Sara Panamby (UERJ) e Filipe Espindola (SP). Com duração de três dias, a proposta é convidar as pessoas a experimentar possibilidades de (des)construção de performances corporais a partir de práticas estéticas, poéticas e políticas provenientes do campo da performance enquanto linguagem artística.

Às 19h do mesmo dia acontece a solenidade de abertura do simpósio e em seguida, às 20h, inicia a conferência “O que é foto sensível”, com Miguel Chikaoka (FOTOATIVA, Pará), referência nacional na fotografia brasileira, que vem trazendo um pouco da sua experiência de mais de 30 anos de experiência no campo da fotografia.

A partir das 21h30 inicia a programação cultural, no Chico Discos (Rua 13 de Maio, 389 B, Centro), com o lançamento dos livros “Visualidades: comunicação, arte, cultura nos anos 10”, do NUPPI; “O espectador performer: a exposição de si no cenário das tecnologias digitais”, de Fernanda Gomes, “Navegante da luz: Miguel Chikaoka e o navegar de uma de uma produção experimental”, de Marisa Mokarzel, e “O inventário como tática: a fotografia e a poética das coleções”, de Leandro Pimentel. Durante o lançamento também acontece a exposição “Ilustrações em bico de pena”, de Almir Valente e Tarsis Aires, que apresenta as imagens de alguns livros que os dois artistas produziram nos últimos 3 anos.

Na quarta-feira, dia 29, tem início a oficina “Brincando com a luz”, ministrada por Miguel Chikaoka das 9h às 12h. A oficina terá duração de dois dias e propõe uma incursão no universo da luz-imagem através de jogos, exercícios e da construção de dispositivos, como uma câmera obscura, que propicia o contato com a gênese das imagens fotográficas.

Também acontecerá do dia 29 ao 31 o “Ateliê NuppImaginautas” com o designer educacional e mobilizador da Rede Imaginautas, Ghustavo Távora, que oferecerá uma ciranda de ações artísticas, com saídas fotográficas pelo Centro Histórico de São Luís. O ateliê criativo acontecerá das 9h30 às 12h30.

 Às 15h da quarta-feira iniciam as conferências do dia. A pesquisadora Fernanda Gomes (UFRJ) apresenta “Work in progress: diálogos e narrativas em processos de pesquisa, criação e experimentação artística”. Às 16h30, a pesquisadora Beatriz Morgado (UFRJ) apresenta “Hélio Oiticica: experimentando a(s) forma(s) cinema”, que trata das contribuições do artista brasileiro Hélio Oiticica (1937-1980) ao campo do cinema. A palestra será seguida de um cortejo artístico-performático do Campus Centro Histórico do IFMA ao Centro Cultural Mestre Amaral, na Rua da Montanha Russa.

Na quinta-feira, dia 30, tem início às 9h a oficina “Coleta e reciclagem de imagens” ministrada pelo professor, fotógrafo e pesquisador Leandro Pimentel (UFRJ), que irá apresentar em dois dias alguns fundamentos do uso de arquivos fotográficos como matéria-prima e/ou instrumento de pesquisa para a realização de ensaios fotográficos e outras práticas artísticas contemporâneas.

Das 14h às 18h acontece a mostra “Imagens em debate: cotidiano e
modos de vida”, com projeção de imagens seguida da discussão e debate com pesquisadores, produtores e artistas convidados, como é o caso do “Batman Pobre”, personagem criado por Carlos de Medeiros, que ganhou projeção nacional durante as manifestações no Rio de Janeiro, em 2013, trazendo de maneira performática as tensões e paradoxos da cultura de massa e das estéticas da política e das ruas.

A programação cultural na quinta-feira inicia às 19h em conjunto com o evento OVER12H da Aldeia Sesc Guajajara de Artes, que acontecerá no Centro Histórico, na Praça Nauro Machado e na Vida é uma Festa (Beco dos Catraeiros). Na ocasião serão realizados a performance dos artistas Sara Panamby e Filipe Espíndola, show das Ninfas Equinociais, projeções de imagens que compõem o “Atlas #protestosBR”, do MediaLab-UFRJ e de intervenções produzidas pelos próprios integrantes do NUPPI, como é o caso do projeto artístico AZUL PEDRA MAR, de Jane Maciel, Carolina Libério, Bruno Ferreira e Matheus Santos.

A sexta-feira, dia 31, é o último dia de atividades do II SIMPÓSIO NACIONAL NUPPI DE ARTE E MÍDIA. Às 15h acontece a conferência “Vidas-Lazer”, do professor e pesquisador Vinicios Ribeiro, (UFRJ) que realiza um exercício metodológico para pensar o cinema como formas de produção da vida e rotas de fugas das clausuras da existência. Às 16h acontece a conferência “Imagem Abjeto”, com o pesquisador Matheus Santos (UFRJ), que abordará a emergência do conceito de “abjeto” na arte, revelando seus usos e tensionamentos estéticos. E às 17h acontece a última conferência do simpósio: “O corpo limite”, de Sara Panamby (UERJ), que traça um percurso acerca das práticas de corpo que criam novos caminhos poéticos e jogos de sentido.

O encerramento do II SIMPÓSIO NACIONAL NUPPI DE ARTE E MÍDIA acontece às 20h, no Bar Contraponto (Praça dos Catraeiros, Praia Grande) com projeção de imagens, performance de Batman Pobre, show do Coletivo Gororoba e discotecagem do grupo La Tabaquera.

O Núcleo de Pesquisa e Produção de Imagem (NUPPI) integra o Campus Centro Histórico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) onde desenvolve estudos teóricos e práticos sobre imagem através de duas linhas de pesquisa, “Imagem e Mediações Sociais” e “Estética da Imagem e Poéticas Contemporâneas”. O Núcleo conta hoje com uma equipe de 15 pesquisadores e realiza diversas ações como palestras, cursos, exposições, curadorias, projetos de preservação de acervos de imagens, produções acadêmicas (artigos, livros etc), fotográficas e audiovisuais, entre outras atividades. (Texto: Ascom/Nuppi)