27 de out de 2011

Um Estranho Que Me Quer


Um casal que vive em pé de guerra após oito anos de relação. Brigas, discussões, a rotina e outros problemas causados pela divergência da visão de como deve ser vivido um romance depois de certo período de união foram o foco do espetáculo “Um Estranho Que Me Quer” realizado ontem (26), no Teatro João do Vale.

O texto teatral é de autoria de Sérgio Parreiras Abritta e coloca em cena o casal Marcelo e Juliana, que apesar de morar juntos não se consideram casados, encenando a antiga guerra dos sexos. A peça fez o público dar boas gargalhadas dos diálogos e principalmente da interpretação da atriz Keyla Santana, intérprete de Juliana, sempre falando de estatísticas para explicar seu comportamento infiel.

Ao fim da peça o público saiu satisfeito. O estudante Ronald Martins falou sobre o espetáculo dessa quarta-feira. “Não foi a primeira vez que vi e aproveitei para trazer umas amigas dessa vez, já que sempre acompanho espetáculos teatrais, apesar da pouca divulgação feita para as peças”, ressaltou.

O ator Berg Martins também elogiou a peça e falou sobre a cena teatral de São Luís. “A abordagem da peça foi bem ludovicense. A situação de conflito dos personagens foi levada de uma forma bem humorada. Infelizmente o público é desacostumado a freqüentar e a assistir teatro, daí a importância dessa iniciativa do SESC em dar acessibilidade ao público”, disse ele.