18 de out de 2013

Sesc divulga atrações para a 8ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes



O Brasil é um país que apresenta extensões monumentais, com confluências e teias culturais proporcionais à sua dimensão. E resgatar e difundir essa riqueza artística é uma desafiadora proposta que o Sesc no Maranhão abraçou há oito anos e colocou em prática por meio do projeto Aldeia Sesc Guajajara de Artes.Com nove dias dedicados à celebração da cultura brasileira, cerca de cem trabalhos artísticos em todas as linguagens como artes cênicas, exposição, intervenção, show musical, leitura dramática, exibição de filme e documentário, lançamento de livro, entre outras formas, o evento já se consagrou como um dos principais espaços para difusão de expoentes artísticos locais e nacionais, democratização da arte e de experimentação artística. Na 8ª edição, o público pode conferir os trabalhos selecionados entre os dias 25 de outubro e 1 de novembro em São Luís, Itapecuru e Caxias.

Este ano a Aldeia Sesc Guajajara de Artes explora a combinação das linguagens culturais brasileiras e as novas tipologias geradas dessa simbiose de tradições e performances nas produções cênicas. Em um trabalho conjunto entre criatividade e experimentação, o resultado desse hibridismo tem surgido em forma de conquistas técnicas dos profissionais e estudantes da área e a ampliação do leque de manifestações artísticas. E essa não a única novidade desse circuito: assim como no ano passado, quando o público foi surpreendido pela apresentação inusitada de uma bailarina suspensa em um guindaste, a agenda 2013 reservou inovações como espetáculos de formas animadas e teatros de objetos.

Trabalhando em favor da difusão e reconhecimento da cultura brasileira como um todo, mas também difundindo o talento e profissionalismo das produções locais, a Aldeia Guajajara já colhe os frutos de oito anos de dedicação: o fazer artístico maranhense mostrou sua força nos espetáculos “Pai e Filho”, da Pequena Companhia de Teatro, e “O Miolo da História”, monólogo de Launde Aires, abriu espaço no cenário nacional e conquistou vaga no Palco Giratório, projeto que circula em todo país com uma ampla bagagem cultural brasileira.

A abertura do evento acontece no dia 25 de outubro, a partir das 16 horas, com o Cortejo Artístico, que sai da Praça Deodoro rumo a Praça Nauro Machado, onde um grande show celebra o início da Aldeia. Já no dia 26 de outubro, em homenagem ao grande dramaturgo maranhense que dá nome a mais prestigiado espaço cultural da capital maranhense, o Teatro Arthur Azevedo recebe, às 20 horas, a Cia Falácia que aborda o casamento sob a óptica apresentada em seus contos no espetáculo “Amor Confesso”, integrante do circuito nacional Palco Giratório. Fazem parte também do repertório cultural da Aldeia Guajajara as leituras dramáticas do Projeto Dramaturgia. É importante ressaltar que essa integração de projetos fortalece o trabalho de formação de plateia e democratização da arte, sendo, portanto, uma importante via de potencialização desse trabalho.

A programação 2013 acontece entre os dias 25 de outubro e 1 de novembro, em diversos espaços da capital. Todos os eventos e atividades da Aldeia Sesc Guajajara são gratuitos, mas o público pode colaborar com o Programa Mesa Brasil Sesc, que complementa milhares de refeições de crianças e adolescentes de São Luís e Caxias, trocando 1 kg de alimento não-perecível pelo ingresso.

Acompanhe toda a programação da Aldeia, que acontece em São Luís, Itapecuru e Caxias, e saiba também quais foram os grupos artísticos selecionados para a edição 2013:

Relação das atrações selecionadas e convidadas para a programação da 8ª Aldeia Sesc Guajajara de Artes: