23 de out de 2011

Noite de jazz na VI Mostra Guajajara de Artes


Provando que foi feita para todos os tipos de público, a VI Mostra SESC Guajajara de Artes não poderia deixar de lado o clássico jazz. Para isso, o evento traz a São Luís hoje, 23, às 19h, o grupo Brasil Modern Jazz. O show será composto por temas autorais que fazem parte do primeiro CD do grupo e acontece no Teatro Alcione Nazaré (Praia Grande).

O público vai poder conferir composições consagradas do grupo como “Summertime”, “My Funny Valentine”, “The Days Of Wine and Roses”, “Stella By Starlight”, “Supertition”, “Insensatez”, “Wave” e “A Felicidade”. Quem já conhece o trabalho do Brasil Modern Jazz sabe que o grupo procura continuar a tradição de unir os ritmos do Brasil ao jazz norte-americano moderno, mistura que já fica evidente em sua formação.

Atiba Taylor (sax), Carlos Balla (bateria), Felix Baigon (contrabaixo) e Ricardo Lopes (guitarra) dão o tom do grupo que consegue colocar no mesmo palco um americano e três brasileiros. Seguindo o movimento dos músicos do neo-bop – que se aprofundam em técnicas de composição como forma de promover a exposição de novas ideias temáticas, aproveitando as diversas influências rítmicas –, o grupo pretende explorar, por meio da improvisação e da composição, a ideia de que hoje o jazz pode ser respeitado tanto como música de concerto, quanto como música que pode ser divertida de se ouvir.

Samba e Bossa Nova - O ressurgimento do Samba e da Bossa Nova criou novos espaços para diversos artistas e impulsionou a carreira de muitos músicos. O objetivo do Brasil Modern Jazz Quarteto é ser incluído como um dos carregadores dessa tocha, não somente do novo movimento de Samba e Bossa Nova, mas também como exploradores do jazz moderno entrelaçado por ritmos, harmonias e pela paixão à música brasileira.