26 de out de 2011

“Expiação” intriga público no Teatro João do Vale


O espetáculo “Expiação”, do Grupo Pulsar Cia. de Dança, tratou de um tema delicado da forma mais poética possível: o suicídio. Apresentado na noite de ontem (25), no Teatro João do Vale (Praia Grande), o espetáculo questiona o que leva uma pessoa a cometer tal ato, e as conseqüências disso, através de música e dança pelos artistas da Cia. Pulsar, inspirados no livro “Suicídio – Trama da Comunicação", do autor Marcimendes Martins da Silva.

“Expiação” enfoca o suicídio como uma questão de múltiplas respostas e fazer com que o tema seja debatido. Sem diálogos, a atração se sustenta no ótimo trabalho feito pela coreógrafa Fran Mello e pelo grupo de dançarinos do Grupo Pulsar. De acordo com o diretor geral do espetáculo, Abelardo Teles, as questões técnicas são as maiores dificuldades. “O espaço para se realizar os espetáculos, principalmente os teatros, está esquecido. O Governo deveria olhar mais para os teatros da cidade”, frisou.

Sobre a realização da Mostra Guajajara do SESC, Abelardo elogiou a iniciativa. “É um incentivo a mais, mais um espetáculo para o nosso calendário. A Mostra é um espaço para se realizar todo tipo de arte feita na cidade”, finalizou o diretor.